ENTREVISTAS > ENTREVISTA AGATHA ARÊAS


(versão de impressão do desdobrável)

Tânia Mendes: Quais são os principais factores que contribuem para que tantas marcas queiram associar-se ao Rock in Rio?
Agatha Arêas: São 3 pilares:
- uma enorme, completa e eficaz plataforma de comunicação, capaz de fazer reverberar não somente as mensagens do festival, mas também as das marcas que se associam ao evento;
- excelência em qualidade em todas as fases do projecto, da acção de lançamento 1 ano antes do festival, passando pelos sistemas especiais de trânsito e transportes criados para melhor atender o público nos dias de evento, à estrutura do recinto (zonas de restauração, casas de banho, segurança, beleza, conforto), além de um cartaz com grandes artistas nacionais e internacionais.
- um forte compromisso social, baseado na busca da sustentabilidade social, ambiental e empresarial.

T.M.: A crise económica afectou de alguma maneira na captação de recursos e parceiros para a realização do evento?
A.A.: Felizmente, no que diz respeito à captação de patrocínios e parceiros, apenas tivemos que aguardar mais tempo pelas confirmações do que o que se fez costume nas edições anteriores. Em tempos de crise, as marcas precisam analisar minuciosamente as propostas que lhes chegam, filtrar seus investimentos e por isso levam mais tempo no processo de decisão. Entretanto, a escolha por investir no RiR é uma consequência natural do nosso trabalho junto às marcas, ou seja, da nossa entrega tão completa de uma plataforma de comunicações integradas (media, promoção e comunicação social).


T.M.: Como é feita a angariação de patrocínios?
A.A.: Observamos o mercado, identificamos o trabalho que as marcas estão a desenvolver para ir ao encontro das tendências de seus consumidores, ou em alguns casos, até mesmo verificamos algumas potenciais abordagens a esses públicos e, após o cruzamento dessas necessidades com as ferramentas de que dispomos no universo do projecto RiR, demonstramos às marcas de que forma podem obter retorno a partir de uma associação com os valores do festival.

T.M.: Quais as estratégias de marketing utilizadas para promover o evento e que benefícios oferecem, na sua opinião, as redes sociais à marca?
A.A.: Toda a nossa comunicação é baseada na emoção, na experiência, no envolvimento e na busca de acções exclusivas ou, no mínimo, destacadamente diferenciadas. A partir dessa base, desenvolvemos um plano de meios massivo em conjunto com os media partners do festival, que é complementado por uma série de acções promocionais físicas ou virtuais, sendo todas essas iniciativas vastamente divulgadas pela nossa comunicação social. Criar uma mancha contínua de comunicação é o nosso objectivo. Interagir com o público, obter seu feedback é já uma necessidade real. É na verdade um privilégio da actualidade. E as redes sociais são muito eficazes no estabelecimento de uma dinâmica colaborativa entre marca e consumidor. Rock in Rio está nas principais redes sociais em PT, ES e BR, de forma activa e constante.


T.M.: O Rock in Rio é também uma marca responsável. Que impacto têm as medidas de responsabilidade social junto do público e dos parceiros do evento?
A.A.: As instituições valorizam o compromisso social assumido pela marca RiR e cada vez mais aderem às iniciativas propostas pela nossa Organização e em muitos casos também sugerem acções conjuntas nesse âmbito. E o público vê essa nossa atitude responsável como um diferencial: cada um pode fazer a sua parte e o RiR dá exemplo, fazendo o que está ao seu alcance.


T.M.: Para terminar, gostaria de deixar alguma mensagem aos fãs do Rock in Rio que com toda a certeza há no Instituto Português de Administração de Marketing?
A.A.: Fala-se muito em love marks actualmente. Talvez seja porque de facto percebeu-se que grande parte das marcas já atingiram níveis de satisfação razoáveis no que diz respeito aos tradicionais 4p’s. No RiR, garantimos o melhor produto (qualidade do festival), um preço justo nos bilhetes, acessibilidade nos pontos de venda de bilhetes e fazemos uma gigantesca promoção. E, muito antes de se falar nos 4e’s, vivemos e transmitimos a nossa marca, há 25 anos, com emoção. É assim que sempre nos diferenciamos: por tocarmos no aspiracional, por envolvermos o público, por estabelecermos uma relação com quem nos segue. O que posso dizer aos estudantes do IPAM e futuros gestores de Marketing é que tenham toda a estrutura de base de uma marca garantida. Mas que jamais descurem da alma dessa marca. Por que sim, tal como qualquer um de nós, toda marca tem uma identidade, uma personalidade e uma alma.

Sucesso e, acima de tudo, divirtam-se!


Voltar